Ir direto para o conteudo
Recursos de Acessibilidade
Imagem de Empresas

Mind The Bizz - Armazém da Criatividade

O Porto Digital, por meio do Armazém da Criatividade, selecionou 12 novas startups para participar do programa de fomento ao empreendedorismo inovador e de impacto Mind The Bizz. Os empreendedores aprovados irão participar de oficinas, workshops e mentorias, com foco no amadurecimento das ideias e negócios. O começo das atividades está marcado para o dia 9 de março.

Com as atividades no Armazém da Criatividade, em Caruaru, de modo remoto, o Mind The Bizz é um programa realizado com apoio do SEBRAE e da Secretaria de Tecnologia, Ciência e Inovação de Pernambuco. Os empreendedores passam, durante 10, por uma série de encontros para participar de oficinas, atividades práticas, mentoria, coaching e meetups a potenciais empresários e pequenos negócios selecionados com projetos inovadores escaláveis (ideia estruturada, Mínimo Produto Viável ou protótipo).

As ações têm como objetivo o amadurecimento de suas ideias a partir do desenvolvimento de competências essenciais e da interação com o mercado, fortalecendo o time de empreendedores e alinhando suas propostas de valor com as expectativas de seus potenciais clientes, considerando as perspectivas dos mercados onde pretendem atuar.

Conheça as startups selecionadas para participar do Mind The Bizz:

Latin Mund Housing
A Latin Mund Housing se trata de um projeto voltado ao segmento de ConstruTech. Através da plataforma online da Latin, consumidores poderão criar uma casa de steel frame personalizada de ponta a ponta, de maneira muito fácil e lúdica. O cliente poderá acompanhar o desenvolvimento da sua casa via o aplicativo da Latin Mund Housing, onde serão compartilhados fotos e vídeos do dia a dia da obra.

Rede PSI
O Rede Psi é uma plataforma de psicoterapia online voltada para o público adolescente. A plataforma irá oferecer diversas possibilidades de serviços em psicologia (terapia individual, terapia em grupo, escolha profissional, dentre outros). Além disso, a plataforma lançará vídeos de orientação sobre temas pertinentes ao universo do adolescente (por exemplo: como escolher uma profissão). O diferencial dessa plataforma consiste em disponibilizar para os jovens um espaço de interação virtual onde poderão compartilhar seus sentimentos e encontrar apoio no grupo.

Projeto IVA
A VIA é um kiosk com Android OS, tipo de terminal de consulta de preço na qual apresenta para o cliente informações sobre o produto que está sendo consultado, como, por exemplo, a página do fabricante e um vídeo no YouTube mostrando as funcionalidades do produto. Além disso, o terminal ainda é uma estação de marketing (fotos e áudios pré-gravados) e também uma central de stream de música para o ambiente.

Cana Caiana
Plataforma geradora de conteúdos sobre economia circular, sustentabilidade, comércio justo e loja virtual de moda com design brasileiro, autoral e atemporal para mulheres que vivem em Portugal e que buscam por diversidade e exclusividade. O empreendimento tem também o propósito de resgatar os saberes ancestrais como bordado, renda, tingimento natural e trabalhos feito à mão, e estabelecer conexões entre pequenos e médios produtores pernambucanos e o setor de moda sustentável em Portugal.

Royal Sistemas
A Royal Sistemas é uma empresa de revenda de software, que conta hoje com uma cartela de, em média, 150 clientes, e está no mercado há 5 anos. O objetivo é criar um projeto de desenvolver um software próprio e expandir o negócio através de revendedores, abrir lojas em outras cidades e escalar a venda na internet.

Instituto Dons
FREEDA é um produto do Instituto Dons – é um aplicativo de vagas de emprego para pessoas com deficiência (PcD), que conecta as PcD às empresas com vagas disponíveis e os profissionais de saúde que emitem o laudo caracterizador de deficiência. A ideia é resolver três problemas: a inclusão da PcD no mercado de trabalho; facilitar que as empresas atendam à legislação de cotas para PcD; e conectar a PcD aos profissionais que emitem o laudo caracterizador de deficiência. O modelo é baseado no pagamento de anuidade da empresa que irá cadastrar a vaga e do profissional de saúde que vai disponibilizar seu serviço de emissão de laudo. Assim, o FREEDA contribui para promoção de um universo de maior participação social da PcD, minimizando barreiras à empregabilidade, promovendo efetivamente a inclusão, o respeito à diversidade e a equidade.

Colcha de Retalho
A Colcha de Retalho é uma cooptech cujo objetivo é encurtar a cadeia produtiva que liga as costureiras aos comerciantes de roupas, eliminando chefes de facção e indústrias que ficam com a maior parcela dos lucros, melhorando a qualidade dos produtos e garantindo a promoção de uma rede de mulheres empreendedoras. O objetivo é criar uma plataforma online onde as costureiras autônomas e comerciantes se cadastrarão e a plataforma fará a ligação dos negócios de uma forma dinâmica, garantindo agilidade na produção das peças, melhor qualidade dos produtos e relações comerciais mais justas, aumentando assim a renda das costureiras e um empoderamento na tomada de decisão. A startup ainda pretende desenvolver um protótipo de uma cadeia produtiva sustentável, com a implantação de um espaço físico dividido em três módulos para que essas mulheres autônomas e empreendedoras possam executar suas atividades com melhores condições de trabalho.

GymTime
Plataforma digital que utiliza uma rede social gamificada de promoção à saúde e bem-estar corporativo, que conecta os beneficiários a serviços de wellness e atividade física orientada através do modelo "fitness on demand" (pagamento por hora utilizada), estimulando o cumprimento de desafios e superação de metas além da adoção de um estilo de vida mais saudável.

Estúdio Faísca
O estúdio trabalha com projetos de design gráfico, produto e fotografia de produto para empresas e indústrias. A startup constrói com seus clientes soluções de design que entregam diferencial de mercado, destaque em seu nicho, agregam valor à empresa e comunicam melhor seus propósitos.

Soho Social Home Office
O objetivo é criar uma plataforma modulável de socialização de trabalho em home office, através da integração de salas, compartilhamento de áudio, vídeo e outros departamentos da empresa, com possibilidade de personalizar todos os ambientes com a identidade visual da empresa usuária.

Mareô
Compartilhar moda praia é o objetivo da startup, que atualmente trabalha de maneira colaborativa, tanto comprando peças, "sublocando" de pessoas e com fabricação própria. O objetivo é criar uma plataforma para escalar o compartilhamento das peças através de aluguéis e atender outros locais.

Inovector3D
O objetivo da startup é criar uma plataforma integradora que una o maior número de impressoras 3D do país, onde a startup faça o intermédio e ligação dos prestadores de serviços que precisem imprimir (mas não tem impressora), com os donos de impressoras para ocupá-las nos tempos ociosos, atraindo e disseminando o uso da impressão 3D com os prestadores de serviços da tecnologia relacionada.

Compartilhe por Email Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no LinkedIn